Receba novidades no e-mail

CONTEÚDO VIP

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Falar em público: cinco obstáculos e como vencê-los

Falar em público: cinco obstáculos e como vencê-los

Falar em público não é tarefa das mais fáceis e, além do mais, tem se tornado um desafio bem frequente entre os profissionais. Quem nunca se viu diante do desafio de apresentar um projeto ou mesmo um relatório, mesmo que seja para os seus pares, no ambiente corporativo? E é nesse momento que os desafios aparecem: Como falar com clareza o que se pretende? Como encantar o público para o qual está se apresentando?

Pensando nisso, preparei uma série de posts aqui para o blog sobre como falar bem em público. No primeiro deles, tratamos sobre como desenvolver a auto-confiança para vencer a timidez, apresentando 10 passos bem práticos. Nesse aqui, centrei minha pesquisa em identificar obstáculos comuns de falar em público.

São vários materiais sobre esse assunto na internet e em revistas e livros, mas uma pesquisa divulgada pelo Nube (Núcleo Brasileiro de Estágios) chamou bastante a minha atenção. Eles perguntaram a 16 mil pessoas quais são os maiores desafios de falar em público. Na síntese da pesquisa, eles elencaram quatro principais: nervosismo, timidez, ansiedade e falta de concentração. Buscando outras fontes, também encontrei a cobrança excessiva, um fator que acaba desafiando a mente de quem está com esse desafio.

Estava iniciando o preparo do post, quando me veio à mente que seria bem interessante relacionar abaixo do desafio (do obstáculo em si) qual provável solução pode ser adotada. Espero que gostem desse formato, que convido para a leitura:

1º obstáculo de falar em público: Nervosismo
Qual é o problema?
Caso esse seja o seu maior desafio, saiba que não está sozinho. Essa foi a principal razão citada pelos entrevistados (a maioria jovens) da pesquisa sobre os receios de falar em público. Em linhas gerais, profissionais com menos tempo de casa podem desenvolver esse obstáculo; afinal de contas, apresentar um projeto ou defender um ponto de vista, pode ser uma tarefa que o deixe apreensivo, logo, nervoso. Indivíduos com essa características também temem começar a tremer ou ter um frio na barriga bem além do normal.

O que fazer? Se você está na posição de colaborador, desenvolva sua autoconfiança no tema. Muitas vezes, o nervosismo pode ser um sintoma de que não esteja devidamente preparado para assumir o desafio. Recorra, ainda, a exercícios de respiração; procure ter uma boa noite de descanso, antes da apresentação. Evite o uso de lasers (aqueles sinalizadores que são segurados com a mão). Se você treme com facilidade nessas ocasiões, o fato de usá-lo poderá deixá-lo mais desconfortável ainda. Outra recomendação valiosa é treinar antes da apresentação: repasse com uma pessoa assistindo, para que possa lhe dar um feedback. Agora, caso você seja o líder, incentive os talentos do seu liderado, demonstrando a ele que é capaz e apto para a missão delegada.

2º obstáculo de falar em público: Timidez
Qual é o problema?
Essa é uma causa muito comum apontada aos que têm desafios de conduzir uma apresentação. E essa origem é muito confundida com “sentir-se bem”. Logicamente, que falar em público não é uma situação a que todos se sitam tranquilos e bem a fazê-los, ainda mais quando o assunto é desafiante ou quem o assistirá sejam executivos da sua empresa. Mas ficar preso a esse pensamento não o ajudará a seguir adiante e a vencer esse obstáculo.

O que fazer? Treinar e treinar muito! E você pode fazê-lo aos poucos, sem se expor na sua profissão. Posicionar-se numa reunião de trabalho, apresentar suas ideias a um grupo, são situações presentes no dia-a-dia que auxiliam nesse momento. Uma forma de executar isso bem é recorrer a cursos de oratória (há vários deles também na praça). Aulas de teatro são outro recurso que podem ajudá-lo nesse desafio. É importante ter em mente que essa é uma habilidade que pode ser treinada.

3º obstáculo de falar em público: Ansiedade
Qual é o problema? Pernas inquietas, andar de um lado para o outro, ficar fuçando nas folhas sem parar… São alguns dos sintomas que a pessoa ansiosa enfrenta antes mesmo da apresentação. E todo esse comportamento atrapalha demais o êxito de sua explanação. Indivíduos que têm alta carga de ansiedade ainda tendem a não conseguir dormir na noite anterior da apresentação, a perder o apetite, e por aí vai.

O que fazer? Reduza sua ansiedade conversando com componentes que estarão na reunião, porque muitas vezes os pensamentos que conservamos são os que causam esse comportamento ruim em nós. Uma tática interessante, nesse sentido, é conhecida como “rosto amigo“. Ao identificar uma pessoa conhecida (ou com quem tenha tido contato antes da explanação) procure olhar para ela durante sua fala, dirigindo-lhe o olhar.

4º obstáculo de falar em público: Falta de concentração
Qual é o problema? Perder o foco no tópico, estender-se demais numa tela durante sua exposição… São alguns dos fatores atribuídos a quem não tem concentração e esse problema também é lembrado por aqueles que suam frio diante de uma sala cheia. Essa situação está igualmente associada ao nervosismo, afinal de contas, é um fato que pode desencadear desespero e, por consequência, levar à perda de foco no tópico tratado.

O que fazer? Estude bastante, prepare-se conhecendo bastante o tema e, se possível, o perfil da plateia para a qual discursará. Você pode levantar essa informação recorrendo à pessoa que lhe orientou da apresentação, para que esteja ainda mais confiante em sua explanação.

5º obstáculo de falar em público: Cobrança excessiva
Qual é o problema? Imaginar-se que não está preparado, que não é capaz para conduzir a apresentação e por aí vai… Essas são algumas características de quem se cobra demais e, portanto, não se considera apto para falar em público. É comum ainda associar a apresentação a uma avaliação pessoal, quando na verdade, o principal item avaliado é o conteúdo da explanação.

O que fazer? Alinhe muito bem as expectativas com quem encomendou essa apresentação. Muitas vezes, a cobrança interna é pesada e intensa. Nós falamos sobre ela num post específico por aqui, dá uma olhada. 🙂

Esperamos que você tenha gostado e queremos saber, nos comentários abaixo, o que faz para superar o medo de falar em público? Até a próxima 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. *

*

Scroll To Top