Receba novidades no e-mail

CONTEÚDO VIP

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Falar em público: 3 fatores além da oratória

Falar em público: 3 fatores além da oratória

Falar em público vai muito além da oratória, é uma atividade que precisa vir acompanhada, diretamente, da nossa postura, comportamento e aparência durante a explanação. Os desafios e comportamentos para uma apresentação de sucesso estão sendo tratados por aqui no blog, numa série de quatro posts. No primeiro deles, destacamos os 10 passos importantes para vencer a timidez e desenvolver a auto-confiança. Na sequência, enfatizamos quais são os 5 obstáculos enfrentados durante a fala a uma plateia, relacionando dicas simples para vencê-los.

Neste material, vou centrar a abordagem em três aspectos importantíssimos, que por vezes são deixados de lado por aqueles que vão falar em público. São eles: a aparência, postura (sabe aquela máxima de que o corpo fala?) e, por último e não menos importante, o comportamento (como se portar diante dos demais). Afinal de contas, há pesquisas que destacam que 55% do impacto da nossa comunicação em público é causada pelo fator não-verbal, isto é, pelo que não é dito.

Por isso, redobre a atenção a esses aspectos:

Falar em público além da oratória: aparência
Resolvi trazer a primeira recomendação como esta, bem firmado no ditado popular que diz: “A primeira impressão é a que fica”. E tem respaldo científico a sabedoria do povo. Segundo estudo feito pelo Instituto de Tecnologia da Gestão (em inglês, Management Institute of Tecnology), dos Estados Unidos, são necessários somente três segundos para a formação de uma primeira impressão. E, nesses escassos segundos, são priorizados os seguintes aspectos:

  • Conjunto (roupa, presença, etc): 25%
  • Tom de voz: 18%
  • Adequação das palavras: 14%
  • Linguagem corporal: 10%

Assim sendo, a primeira impressão que a plateia terá você será composta antes mesmo de você passar os primeiros slides. Por isso, é fundamental cuidar desses aspectos. Escolha uma roupa adequada com a ocasião. Cuidado para não abusar nos detalhes, para que os assessórios não chamem mais a atenção que você. Roupas amarrotadas, sem estarem devidamente abotoadas e, assim por diante, são aspectos que podem desviar atenção do seu público durante sua explanação.

Falar em público além da oratória: postura
A sua postura e o seu gestual são igualmente importantes ao falar em público. Essas características podem demonstrar segurança à sua plateia. Ao passo que também podem evidenciar falta de preparo ou domínio no tema tratado, caso não esteja à vontade ou, mesmo, seu gestual dê indícios disso. Uma das recomendações para aprimorar a linguagem corporal, segundo especialistas, é movimentar-se durante a explanação. Você pode fazê-lo até três vezes na sua fala. Ficar fixo em um único ponto pode contribuir para que sua apresentação fique monótona, facilitando que as pessoas percam o foco em você. 
 É válido  lembrar que essa movimentação deve ser calma e tranquila; em hipótese alguma deve ser feita com atos bruscos.

Outro aspecto a ter atenção é quanto aos movimentos repetitivos: nada de ficar balançando a perna ou mãos. Também não se deve ficar com os braços cruzados, com as mãos no bolso ou, ainda, atrás do corpo. Outra recomendação é utilizar as mãos para fortalecer o que está sendo dito. Por exemplo: caso você vá mencionar dois fatores, você pode numa única mão, mostrar dois dedos.

É aconselhável ainda manter contato visual com a plateia, de modo equilibrado. A recomendação é dividir o seu público mentalmente, como se fossem quadrantes. A partir disso, intercalar a sua atenção e olhar entre todos eles, ao longo da sua fala. Uma falha comum de quem conduz uma apresentação é olhar apenas para um lado ou para uma única pessoa. Ao fazer isso, pode dar a impressão de que você não considera os demais componentes tão importantes.

Falar em público além da oratória: comportamento
Esse último fator também é importante para quem deseja conduzir uma apresentação de sucesso. E o comportamento traz, em si, elementos importantes e que podem fazer toda a diferença. O primeiro eles é o rigor com o tempo: nada de chegar atrasado para sua apresentação, tampouco estourar o tempo valioso. Ao fazer isso, você pode transmitir uma imagem de indisciplina e de desordem, o que não é nada favorável.

Outro aspecto importante é dar toda atenção a eventuais dúvidas que surgirem. Dedicar-se a responder aos anseios alheios pode demonstrar zelo e comprometimento. Não fique preocupado caso a informação que seja requerida durante a apresentação não esteja ao seu alcance. Ainda quanto a isso, é válido lembrar que você não deve interromper seu interlocutor durante a dúvida dele. Comprometa-se a procurar a resposta e, depois, repassar a quem expôs a sua dúvida. Seja educado, cortês e use da simplicidade durante sua fala. Querer impressionar, com palavras difíceis, não o ajudará.

BÔNUS: E é sempre bom lembrar: para toda situação, a melhor saída é treinar. Por isso, exercite as recomendações trazidas aqui que o ajudarão a desenvolver suas potencialidades ao falar em público. Lembre-se que toda melhoria profissional passa por reconhecer suas fragilidades e ir atrás de superá-las.

Gostou desse post? Queremos conhecer sua opinião sobre esse assunto nos comentários abaixo. Até a próxima 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. *

*

Scroll To Top