Receba novidades no e-mail

CONTEÚDO VIP

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Desperte o gênio dentro de você

Desperte o gênio dentro de você

Há muita gente que acredita que a genialidade é um talento que nasce junto com a pessoa. Ou nasce gênio ou não. Isso é verdade? Até certo ponto é. Há mentes brilhantes que, desde cedo, demonstram ter conhecimentos excepcionais e impressionam por isso. Há poucos dias, vimos um caso desse: um estudante de 15 anos que descobriu um erro de matemática em um museu de ciência, exposto há mais de três décadas, nos EUA. Mas, isso é para todos? Quem nunca ouviu esse incentivo: “Desperte o gênio dentro de você”?

Fui buscar alguns caminhos para isso. Thomas Edison, por exemplo, é um talento que inspira essa trajetória. Empresário e cientista norte-americano, que viveu na primeira metade do século 19, foi responsável por várias invenções que influenciam nossa vida até hoje (como a lâmpada, a embalagem a vácuo e a bateria de carro). Só para citar algumas. Mas considero que outra grande contribuição foi a de deixar uma fórmula pra lá de inspiradora. Atribui-se a ele essa reflexão: “O gênio é formado de 1% de inspiração e 99% de transpiração”. Por isso, nesse post, reuni algumas atividades que podem fazer toda diferença para despertar o gênio que existe dentro de você. Mãos à obra?

Seja (muito) curioso
Bem ao contrário do que clama o ditado popular, a curiosidade não mata ninguém (lógico que não falo aqui de bisbilhotar a vida alheia). Várias pesquisas já atestaram que quando aprendemos coisas novas ativamos a plasticidade neural (nada mais é do que apresentar ao cérebro novas conexões, situações inéditas). Quanto mais informações, os neurônios vão se reconectando e isso pode deixar nosso cérebro novinho em folha.

Uma recomendação: escreva em um bloco ou caderno o que desperta sua curiosidade ou que gostaria de aprender. Para desafiar seu cérebro, inicie a frase com: “Por que…” ou ainda “Quero saber como…”. E, se mexa. Vá atrás da resposta. No livro “Mentes Brilhantes”, o autor Alberto Dell’Isola define isso de uma forma bem instigante: “alguém que faz sempre as mesmas coisas, dificilmente conseguirá ser criativo”.

Que tal ler bastante, hein?
A leitura é aliada poderosa para estimular a curiosidade. Além do mais, várias pesquisas já comprovaram a eficácia desse hábito para ajudar a prevenir doenças como Alzheimer (infelizmente, um diagnóstico cada mais vez frequente). Isso acontece porque, quando mantemos a mente ativa, evitamos que as células do cérebro se deteriorem.

Quem mora sozinho ou está longe das pessoas que ama pode encontrar na leitura o diálogo para despertar emoções, colher novas ideias, ampliar o vocabulário e assim por diante. E tudo isso é conhecimento que pode nos aguçar a descobrir novas possibilidades. E a falta de acesso a livros não pode ser uma desculpa, hein? Há várias bibliotecas virtuais com acervos gratuitos, como a Domínio Público.

Qual é seu hobby?
Fazer outras atividades (diferentes daquelas que estão previstas em sua rotina profissional) é também um recurso importantíssimo para oxigenizar o cérebro com novas possibilidades e abrir portas para ter novas ideias. Albert Einstein, por exemplo, dedicava as horas vagas para tocar violino e praticava vela. Normalmente, com tantas atribuições que temos, deixamos sempre como última escolha nossas preferências. E pior: há vezes em que deletamos os hobbies de nossas vidas. 🙁

Austin Kleon, escritor que persegue o tema criatividade, traçou um diagnóstico a quem faz essas escolhas, após analisar vários casos: “O negócio é: você pode cortar algumas paixões da sua vida e focar  somente em uma, mas depois de um tempo, começará a sentir a dor da amputação”. Vários insights interessantes iguais a esse ele compartilha em conteúdos para a revista britânica The Economist e também no livro de sua autoria “Roube como um artista — 10 dicas sobre criatividade”. Esses mesmo tema está numa palestra que ele fez para o TED (você assistir com legenda em português).

BÔNUS: Pense grande!
Outra evidência no comportamento de pessoas geniais está o fato de pensar grande, ou “pensar fora da caixa”. Tem uma frase do livro “Sonho grande”, de autoria da jornalista Cristiane Correa, que gosto bastante: “Ter um sonho grande dá o mesmo trabalho que ter um sonho pequeno”.

Os hábitos de que falamos acima certamente o levarão a despertar várias possibilidades e, quando essas ideias surgirem, a primeira coisa que precisará fazer é anotar ou rabiscar (pode usar ainda a estratégia de mapas mentais, que já falamos por aqui). Torne as ideias vísiveis e vá em busca de materializá-las.

E, você, o que faz para despertar o gênio dentro de você? Conte para gente nos comentários abaixo.

Um comentário

  1. Tem mais uma característica ai, e a coisa mais importante de todas.

    Não Procrastine, e doe o maximo de seu tempo por aquilo que voce sonha.
    O esforço e a determinação é o elemento mais importante para se tornar um genio, e o elemento mais importante para realizar os seus sonhos!!!

    Então. Levante a bunda da cadeira e dedique a maior parte do seus tempos de cada dia para dedicar aos seus sonhos e não procrastine, e sem preguiça!!!!

    Mais alem do esforço, determinação e não procrastinação. siga o que esta escrito no artigo!!! é muito importante também!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. *

*

Scroll To Top