Receba novidades no e-mail

CONTEÚDO VIP

Coloque o seu email aqui para receber gratuitamente as atualizações do blog!
Análise psicológica do trabalho

Análise psicológica do trabalho

O comportamento de um funcionário diz muito sobre ele. Por isso, surgiu um conceito denominado análise psicológica do trabalho.

A psicologia do trabalho é uma vertente da Psicologia que aborda diversos aspectos sobre o trabalho. Como: avaliação, estudo e possibilidade de modificações.

Mesmo antigamente, o trabalho tinha valores que hoje também são importantes para o trabalhador. Como: status, reconhecimento por parte das outras pessoas – sejam superiores ou não – e claro, subsistência.

Sem o trabalho o ser humano deixa de produzir e isso pode levar a doenças ou até depressão, pelo sentimento de inutilidade.

São vários os motivos que podem desestabilizar um trabalhador. Como: um relacionamento ruim com as pessoas a sua volta, salários baixos, ameaças de demissão e longas jornadas de trabalho – ferindo as leis constitucionais. Além do fato de muitas pessoas não estarem preparadas psicologicamente para problemas de fora do trabalho e misturá-los com os pessoais.

Mas, fatores físicos também podem levar o trabalhador ao desequilíbrio mental. Como: barulho excessivo para quem trabalha em fábricas, más condições de infraestrutura, exposição a materiais químicos, baixa qualidade de refeições.

Analisar tudo isso faz parte da psicologia do trabalho. E é de fundamental importância que essa prática seja adotada pelas empresas.

 

Como surgiu a psicologia do trabalho

Os primeiros estudos voltados para psicologia do trabalho se iniciaram na França. O objetivo na época era usar isso como um filtro para avaliação pessoal de cada trabalhador, para classificar se ele era ou não capacitado a ocupar determinado cargo.

Isso se explica pelo fato de que o cerne do estudo era sobre o que levava trabalhadores a sentirem-se esgotados e quais eram as consequências disso.

Porém, esses estudos estavam direcionados a apenas um setor, fazendo com que, de certo modo, o trabalho do psicólogo fosse desvalorizado.

Por esse motivo, ao longo dos anos, o trabalho do profissional que analisa a psicologia do trabalho acabou se ampliando para diversas áreas dentro do trabalho. Como:

  • A relação do homem direta com o trabalho;
  • A relação do homem com outros homens dentro desse ambiente;
  • A relação do trabalhador com as ferramentas que dispõe;
  • Todas as relações juntas.

 

O que a psicologia do trabalho aborda

Hoje em dia, a pesquisa psicológica do trabalho se ampliou bastante e o profissional é capacitado a analisar diferentes relações entre o trabalhador e seus instrumentos de trabalho, e o trabalhador e suas relações pessoais e profissionais dentro do ambiente de trabalho.

Vários pontos são analisados durante a psicologia no trabalho. Como:  a capacidade que um trabalhador tem para exercer algum cargo, como ele agiria em determinadas situações, o que ele espera para seu crescimento profissional e quais são seus objetivos. Bem como o modo com que ele se relaciona com pessoas não muito próximas ou  até mesmo com as que são próximas dele dentro do ambiente em que trabalha, e como se comporta com o que tem disponível para realizar suas tarefas.

Isso tudo tem o objetivo de manter o ambiente organizado e definir melhor quem está ali produzindo.

Quem trabalhar com psicologia do trabalho pode avaliar diferentes ambientes, e o trabalho é muito importante porque ao mesmo tempo em que pode deixar o trabalhador mais satisfeito com o próprio trabalho, também aumenta os lucros para a empresa, já que um funcionário que está bem consigo mesmo produz mais.

Algumas empresas entendem quão importante esse processo é para ambos os lados e oferecem aos funcionários oportunidades únicas de se trabalhar em ambientes dotados de tudo que pode fazer com que eles se sintam o melhor possível. Salas de descanso, ambientes para descontrair e salão de jogos são comuns em poucas empresas, que entendem que um funcionário feliz e sadio é um funcionário produtivo.

 

Psicologia do trabalho e sua relação com a segurança no trabalho

O psicólogo do trabalho também é capacitado a estudar cada um dos funcionários a fim de entender melhor suas tendências e personalidades, para que possam evitar qualquer tipo de acidente.

Não é a tarefa mais fácil do mundo conseguir prever o perfil e como um trabalhador irá se comportar em diferentes situações. Mas, um estudo mais detalhado e aprofundado poderá evitar complicações futuras.

Por esse motivo, é importante não só que o psicólogo faça uma avaliação completa sobre psicologia do trabalho, mas que o trabalhador também colabore, respondendo as perguntas com sinceridade para evitar qualquer tipo de problema caso ele seja submetido a uma situação que não saiba lidar direito.

 

Lidando com mudanças no trabalho

analise psicologica do trabalho 2

Outro objetivo dos estudos da psicologia do trabalho é avaliar um trabalhador que ao longo do tempo tenha mudado seu desempenho no trabalho e entender por qual motivo isso aconteceu.

Tomando como objetivo principal descobrir um modo de reverter esse quadro ou simplesmente entender melhor os motivos que levaram a essa situação.

Importante nesse processo é considerar todas as características envolvidas com o individuo, relacioná-las e entender como elas podem interferir umas nas outras.

Claro que nesse momento o profissional deverá ser imparcial e avaliar cuidadosamente as condições que o próprio ambiente de trabalho estão impondo sobre o trabalhador, se estão ferindo seus direitos, exigindo demais psicologicamente ou fisicamente, etc.

Essa avaliação mais cuidadosa é importante para que o profissional não cometa nenhum erro ou equivoco ao atribuir ao trabalhador algumas inverdades.

Para um pensador, o trabalho significa uma ação que de algum modo altera a natureza humana, mas que ao mesmo tempo, sem ele, não seria possível produzir um sentido central para tudo. Com essa premissa, os psicólogos tomam isso como ideia central para se basear no trabalho como todo o centro de um indivíduo.

É parte do trabalho do profissional que aplica psicologia do trabalho estudar todos os fenômenos em conjunto e como eles atuam em diferentes situações. E a partir dessa visão completa e geral prover ao trabalhador qualidade dentro do ambiente de trabalho, e como um todo, qualidade de vida.

Desde que a psicologia do trabalho começou a focar mais no estudo do indivíduo, deixando de lado apenas a tarefa de selecionar bons trabalhadores, tornou-se uma tarefa bem mais difícil relacionar dois pontos importantes do trabalhador, que são a subjetividade e a objetividade.

A importância de não se desprezar a objetividade é para que os profissionais não avaliem erroneamente uma situação e acabem menosprezando ou diminuindo algo importante a ser avaliado.

Por esse motivo o profissional psicólogo deve estar atento a todo tipo de características, sejam elas materiais, do histórico do trabalhador pessoal ou do próprio histórico que já teve dentro do ambiente de trabalho.

E você, o que pensa sobre esse tema? Compartilhe conosco abaixo, deixando um comentário.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. *

*

Scroll To Top